Orcas, Melgas e Rock & Roll

Partilhe este artigo!

Durante as minhas palestras “Tubarões, Melgas e Rock & Roll” incentivo fortemente a juventude a ser melga e não desistir de perseguir os seus objectivos, por mais alucinados que estes possam ser.

Para além de partilhar múltiplas dicas sobre como chegar, partilho ainda muitíssimos exemplos de pessoas normais que fui conhecendo ao longo dos anos e que fizeram isso mesmo.

Creio que estes dois jovens, Pedro Teixeira e Ricardo Mendes, meus alunos na Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar, acabam de entrar para esse clube. No início do ano lectivo indicaram que queriam muito estagiar com… Orcas – possivelmente um dos animais mais emblemáticos no nosso lindíssimo planeta.

Ambos temiam que esse objectivo fosse demasiado difícil de atingir mas, depois de muitos emails e melguismo q.b., finalmente chegou a resposta positiva do Icelandic Orca Project.

Adivinhem para onde estão a ir o Pedro e Ricardo quando tiraram esta foto, ainda por cima acompanhados de maravilhosa literatura??

Pista: começa com “Reykja” e acaba em “výk”…

E como os ensinei a não deixarem que a onda de melguice páre, ainda levam 500 euros no bolso – cada um – transferidos pelo Flying Sharks Research Fund.

Boa sorte, rapazes, e que corra tudo muito bem!

Ficamos à espera de fotos bombásticas!

Partilhe este artigo!

2 Comentários

  • Jose Teixeira

    Muito bem professor, estes jovens precisão dessa transmissão de confiança, espero que atinjam os objetivos……também têm na conta 3000 euros meus do fundo familiar ??

    • João Correia

      Magnífico! em 1994 & 95 também eu beneficiei do apoio dos meus pais quando fui estudar Tubarões Limão nas Bahamas. Esse estágio fez *toda* a diferença quando dei início à minha carreira. Estas pequenos “empurrões” que a família dá, no início, fazem uma diferença tremenda no sucesso que a rapaziada irá alcançar futuramente. 🙂

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *